poema

💛 MINHA JANELA 💛

Quando abro
Minha janela
Do tempo
Espio o mundo
De um jeito
Reflexivo
E sem perder
A esperança
De dias melhores

Da minha janela
Observo homens
De bem
Que buscam
Alternativas
Para a construção
De um mundo
Mais humano

Pela janela
Vejo as mãos
De Deus sobre nós
Protegendo-nos
E abencoando-nos
Sempre misericordioso
E justo.

Alan Rubens

poema

💟 TENHO 💟

Tenho
Um bem querer
Especial
Por pessoas
Que cativam
Com a alma

Tenho
Carinho
E cuidado
Com amizades
Que elevam
Nossa autoestima

Tenho
A vida
Que quero
E a gratidão
Diária à Deus
Por essa
Graça recebida.

Alan Rubens

poema

💜 SOU BAIXADEIRO 💜

Sou baixadeiro
Sempre guerreiro
E para mim
Não tem tempo ruim

O baixadeiro é assim
Possui amor sem fim
Por seu lindo torrão
Que exalta com paixão

Baixadeiro de verdade
Encontra felicidade
Até em plena rua
Contemplando a lua

Baixadeiro eu sou
E lutando sempre estou
Buscando melhores dias
Sem perder minha alegria

Alan Rubens

poema

💞 CIDADE NUA 💞

A cidade está nua
Sem a sua gente
Que sumiu de repente

Na calada da noite
Apenas alguns pedintes
Aguardando o dia seguinte

Recebe como presente
A cidade nua
O brilho da lua

Um silêncio total
Com ruas vazias
Em pedras de cantaria

O amor por esta cidade
Mesmo estando nua
Tenho por cada beco e rua.

Alan Rubens

Crônica

Peculiaridades da Baixada

A baixada maranhense é extremamente rica com sua agricultura, pesca, lagos e rios dentre outras coisas e com sua gente honesta e trabalhadora. Dona de grandes histórias e tradições a baixada tem suas peculiaridades que nos encantam e fascinam com simplicidade.
Dentre essas peculiaridades podemos destacar a sua culinária riquíssima com destaque para o peixe e o jeito de comer do baixadeiro essa iguaria. Comer uma curimatá, surubim, bagrinho ou o mandi por exemplo cozido com muito caldo, pirão de farinha d’água, arroz, feijao e uma pimenta, para quem gosta, é uma verdadeira felicidade.
Assar uma traíra seca na brasa de carvão ou lenha e comer com farinha bem torrada com direito ao famoso chibé é por demais tudo que o baixadeiro deseja numa felicidade que dinheiro nenhum compra.
É por essas e outras situações que o povo baixadeiro de gente simples e honesta merece mais respeito do poder público que nao deve medir esforços para resolver, no mínimo, os problemas mais urgentes da região para que possa viver com dignidade, pois para o baixadeiro vale aquela máxima que diz: “O pouco com Deus é muito e o muito sem Deus é nada”.

Alan Rubens