Crônica

Peculiaridades da Baixada

A baixada maranhense é extremamente rica com sua agricultura, pesca, lagos e rios dentre outras coisas e com sua gente honesta e trabalhadora. Dona de grandes histórias e tradições a baixada tem suas peculiaridades que nos encantam e fascinam com simplicidade.
Dentre essas peculiaridades podemos destacar a sua culinária riquíssima com destaque para o peixe e o jeito de comer do baixadeiro essa iguaria. Comer uma curimatá, surubim, bagrinho ou o mandi por exemplo cozido com muito caldo, pirão de farinha d’água, arroz, feijao e uma pimenta, para quem gosta, é uma verdadeira felicidade.
Assar uma traíra seca na brasa de carvão ou lenha e comer com farinha bem torrada com direito ao famoso chibé é por demais tudo que o baixadeiro deseja numa felicidade que dinheiro nenhum compra.
É por essas e outras situações que o povo baixadeiro de gente simples e honesta merece mais respeito do poder público que nao deve medir esforços para resolver, no mínimo, os problemas mais urgentes da região para que possa viver com dignidade, pois para o baixadeiro vale aquela máxima que diz: “O pouco com Deus é muito e o muito sem Deus é nada”.

Alan Rubens

2 comentários sobre “Crônica

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s