poema-poetisa moçambicana

Amo te amar

Fiques a saber, estou sem palavras pra descrever o que sinto por ti
Pra descrever o que fez o pulsar do meu sangue quando te conheci
Quando me apaixonei
Hoje, me aproximei
E, é como se estivesse no amor eterno
Concretamente no Jardim de Éden
Como devia ser, não só pra mim e nem pra si, mas também pro produto do nosso altruísmo
Que até então
Abolido estaria o Feudalismo
E, assim comemorava- se o comunismo
Amo te amar
Nem que seja uma hipérbole
É exagero do meu sentir
Do meu palpitar do coração
Quando tenho na mente
Que te tenho
Assim como tu me tens
Amo te amar
Sou tua fã
Ainda mesmo sã
Não duvides, não fui quem comeu a fruta proibida
Não fui quem gozou da maçã
Sou tua chará
Meu compadre
Dei- te alcunhas
De garras e unhas
Porém, não meti- te nas garrafas
Viver bem alto no teu colo quero
Nem que seja das girafas
Só juntos, é muito muito
Amo te amar Xipoco
Acabar nunca
Eu, tua Pipoca
Mas, ficar sem jeito
Desse teu preservativo de ser
Darei um jeito
De qualquer jeito
Amo te amar Pipoco
Eu, tua Xipoca
Assombrar- te- ei de dia e de noite
A cada segundo do teu respirar
Do teu suspirar
Lá estarei, pra meu amor descarregar
No depósito inicial
É claro que final
Te amar é o maior presente que o OMNISCIENTE poderia dar.
Amo te amar!

Emily Uache

poema

💙 Aceita-me 💙

Aceita-me
Em teu coração
E com carinho
Aconchega-me.

Aceita-me
E proteja-me
Como um bem
Que queres bem.

Aceita-me
Em teu colo
E encha-me
Com tuas delícias.

Aceita-me
Em tua alma
E conforta-me
Com tua ternura.

Aceita-me
Em teu abraço,
Enlaça-me
E aqueça-me.

Aceita-me
Em teu olhar
E ilumina-me
Com teu sorriso.

Alan Rubens

poema-Paulo Victor,poeta moçambicano

*Amigos*

Quem não os tem
Não se sente.
Camuflado fica em torno de si mesmo.
Amigos aproximam-nos da nossa existência….
Como não viver?
Como não ser pleno? Se ao lado dele, dor sinto
Amor consinto
Tristeza afasto
Alegrias arrasto,
E nesse arrastar contamino outros amigos…
Amigos para quê?
São-no para chorar as nossas dores…
São-no para aplaudir nossos louvores.
São-no tão-só porque dão-nos calor…
Bem haja a amizade!

PV

poema

💖 Me Assanho 💖

Me assanho
Te imaginando
No banho
A água acariciando
Tua pele macia.

Me assanho
Querendo
Teu beijo
Com sofreguidão
E deliciosa paixão.

Me assanho
Quando
Me apanho
Pensando
Em você.

Me assanho
Se ganho
Um sorriso
E um olhar
Carinhoso.

Alan Rubens

reflexão-Zilda Cantanhede membro da AMCAL

Metamorfose
As metamorfoses são essencias para a evolução de todo o universo.
Nas tessituras dos textos que vão compondo os capítulos das nossas histórias, estamos sempre alinhavando – os, escrevendo-os e reescrevendo – os a cada dia, e assim, segue – se !
Vivo a me metamoforsear- me.
Sou uma obra inacabada; nesta inconclusão, vivo.
Zilda Cantanhede