Décima – Poeta Plácido Amaral

UMA DÉCIMA…

Na sombra do juazeiro
Eu deitei ao lado dela
E seu pai, lá da janela,
Espiava o tempo inteiro…
Simulei dormir ligeiro
Pra seu pai se recolher
E não mais tentar me ver
Dar amor a sua filha
Que caiu nessa armadilha
Que eu armei pra ter prazer…

(PLÁCIDO AMARAL)

2 comentários sobre “Décima – Poeta Plácido Amaral

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s