Poema – jovem Poetisa Moçambicana Nércia Lai

Sonhos escondidos

Linda manhã;
Trilhando o amanhã;
Carrego sonhos;
Passo por caminhos;
Sigo e vejo trilhos;

Trilhos do meu futuro;
Meu pensamento em sonho;
E grito socorro;
Vejo em tudo isso um sonho;
Um sonho escondido;

Uma aventura de barco á vela;
Um brilho esplendoroso como de uma estrela;
Tomando conta da bela vista comtemplada no local;
A ilariante brisa soprando;
Despertando por segundo;
Um suspirar inpensavel;

Um alivio tal tomando conta de mim;
Uma paz indomável e esuberante;
O qual rogo que não tenha fim;
Um momento preponderante;

Uma chuva linda caindo sobre meus cabelos;
Uma sensação incrivél de cabelos ondulados;

Ondas furiosas;
Maré cheia;
Lua cheia;
Um momento de drenalina com a natureza;
Um sonho escondido no mais profundo lugar do coração;
Eu e a natureza;

Uma combinação completa de lua, céu, mar e as estrelas;
Uma criação mágnifica;
E no meio do mar um ser que é demonstração do amor de Deus;

Um momento de magnificiência vivido;
Naquele lugar acontecimentos incrivéis;
Sensações inacreditáveis;

Algo jamais vivido;
Um sonho escondido;
Na mente de uma bela jovem;
Só no alto mar, protegida e sem rastos de ter vivido um momento esplenrondoso;

Um sonho escondido;
Na mente de uma bela jovem;

Nércia Lai