Microconto – Poetisa Nilde Serejo “A Pacienciosa”

Sentiu alegria ao vê aquele estranho vindo na sua direção com saco cheio de pães. Ao levantar sua tigela vazia, o estranho jogou os pães no chão, vários cachorros avançaram desesperados, o garoto faminto se igualava a eles.

Nilde Serejo

Um comentário sobre “Microconto – Poetisa Nilde Serejo “A Pacienciosa”

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s