Poema – Poetisa Luzia Couto

Hoje sábado à tarde.

Neste recomeço…
deixa-me acariciar o teu rosto,
beijar os teus lábios ,
sentir a nudez do teu corpo,
para que te possa possuir
em jeito de pensamento.
No reencontro de sonhos
afluem as palavras mais promissoras…
Mesmo em momentos mais críticos
a felicidade pode ser traduzida em palavras,
porque as rosas existem mesmo que imaginativamente …
As fontes e a beleza das tuas palavras
já existem em todos os corações já tocados por ti,
sempre inovadoras ….
Mas, a essência do seu conteúdo
estará sempre no meu coração que te espera infinitamente …

Luzia Couto Lei 9.610/98 Ipanema Minas Gerais Brasil
02/12/2020 15:24

Um comentário sobre “Poema – Poetisa Luzia Couto

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s