Poema – Poetisa Patricia Campos

“Um plano entre os planos”

Seria infalível
Se o olhar fosse doce
Fostes insensível
Coração agridoce

Provaste do bem e do mal
Saboreou o mel e o fel
Desejou ser imortal
Mas seus passos bambeiam em cordel

Firmar-se é o primeiro passo
Abrace o amor
Conheça-te o avesso
Ressignifique-se flor

Neste seu jardim perene
Plante-se a perpétua semente
E quando vê-la brotar acene
Para reverberar mutuamente

Porque há de chegar a hora
Em que a flor deste pó murchará
E se tua alma revigora
De planos ela transporá

Há um plano entre os planos
E o elo encontra-se no interno
Aqui serão poucos anos
Mas quem planta amor faz-se eterno

É o quebra-cabeça
Encaixado pela coesão
Cada lugar, uma peça
Quem decide é o coração

Sem sentimentalismo
Engrenado no raciocínio
Do outro lado mora o abismo
E isto seria um declínio

A sensibilidade sonda
Os lugares mais ocultos
A sabedoria ronda
Os derrubadores de muros

Destemido e infalível
Cruza o inimaginável
Que estando num plano incrível
Adentra à outro inacreditável

Patricia Campos 🌺

Um comentário sobre “Poema – Poetisa Patricia Campos

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s