Poema – Poeta Carlos Augusto Furtado

VOCÊ

Sua voz suave e delineada;
Soa como música aos meus ouvidos;
Em simples palavras murmuradas;
Acalma todos os ruídos.

Pele aveludada como cetim;
Que me sensibilizo ao tocar;
O cheiro agradável é de jasmim;
E o gosto, ah o gosto, é um manjar.

Em meus devaneios, vem a lume;
Sentindo o gosto do teu hálito;
Sorvendo o teu natural perfume;
Delicio-me com o teu suave tato.

A escultura que é teu corpo.
Deitado ao meu lado a observar;
Usufruímos do calor agradável e morno;
Nos permitindo do amor desfrutar.

CARLOS FURTADO

2 comentários sobre “Poema – Poeta Carlos Augusto Furtado

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s