Poema – Poetisa Heloisapoetisa

PERDIDA

Quando passa a alegria
E a tristeza como chuva repentina
sem pedir licença desaba sobre você
Então o externo vira lama,limo, apodrece.
O rosto perde o brilho, os lábios se fecham.
Um dia …amanhece.
Ele morreu de noite e de manha amanheceu.
Mas minha alegria continua dormindo.
Em que manha ela vai acordar..?
Amanhã, depois, quando?
Depois de amanhã,
Depois, depois, depois…
Mais quando vai ser isso?
Se minha noite é longa
E meu dia não amanhece
Chora meu coração
Ando por caminhos perdidos.
O sol se vai a chuva cai e molha meu corpo.
As lagrimas meu rosto.
O coração dispara… e para.


.Heloisapoetisa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s