Poema – Poetisa Adele Pereira “A Pérola da Poesia”

Outono

Outono de meus dias
Ativo, calmo e cinzento
Mas não tristonho
Já vi noites estreladas
Manhãs ensolaradas
O caldeirão do arco-íris
Da lua, seu eclipse
O sol incandescente
Neblina que molha a gente

Outono caem as folhas
Os troncos ficam nus
Estou em meu outono
Vestida com lembranças
Desde a primeira primavera
Até o outono de agora
Onde todos os amores vieram – me
Lindas flores, ramalhete
Dando sentido a minha vida
Perfumando meus caminhos

Muitas terras percorri
Intercalando as estações
As sementes fui jogando
Em corações semeando
Trabalho, família, amigos
Um grande amor as recolheu
E germinou pra regalo meu
Resultado os colho agora
Cesta cheia de belos frutos
Na varanda da vida, saborear

Nos verões de minha vida
Um amor tórrido vivi
Queimou-me as entranhas
Frutificou, germinei, enraizei
Pois três frutos eu vinguei
Estes novas plantas já fizeram
Só me falta o inverno tristonho
Sofrido e bem sozinho, mas aceito
Com carinho vejo os jovens de agora
Percorrendo os mesmo caminhos

Os ciclos completam as estações
de nossa vida💞🖋️

ADELE PEREIRA

2 comentários sobre “Poema – Poetisa Adele Pereira “A Pérola da Poesia”

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s