Poema – Poetisa Adele Pereira “A Pérola da Poesia”

Umbral

Estou a preparar minha alma
Para provações vindouras
Sento-me no umbral da porta
Aceitando pacientemente em paz
Silencio, ausências, tardanças

Os quais submeti a quem amo
Em tuas mãos entrego – me
Vós sois o fogo que purifica
Porque é no crisol que se derrete
O ouro!!!Derreta-me com seu amor

Dá -me a graça de aceitar o amor
O fato de querer-te, entrego-me
Faça o que não quero fazer
Deixo-te fazeres o quiseres
Em troca dessa entrega a ti

Toma-me em meus desejos
Com todos os meus segredos
Toma-me com meu amor
Com todo meu ardor
Atraindo-me junto a ti
Acolhendo-me em ti, para ti

Amor meu tira-me desse umbral
Devolva-me a voz, o sol, as cores
Porque em vez de claridade
Deste sombras e noites escuras
E desceu o gelo da indiferença

Porque além do brilho e dos aromas
Das flores pérolas, encantos e véus
Há outro mundo que eu diviso
Mais formoso que jamais fenece
Uma pátria minha e tua morada

Em tuas mãos eu me ponho
Faze de mim parte tua
Não me fiz para ti, mas dou-me a ti
Rendo-me, pega -me, absolva-me
Fundimo-nos em uma só substancia

ADELE PEREIRA

2 comentários sobre “Poema – Poetisa Adele Pereira “A Pérola da Poesia”

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s