Poema – Poeta Plácido Amaral

“MEUS DOIS FILHOS”

Eu procuro demais em meus rebentos
O que em mim, o de mau eu encontrei…
Mas não tendo, eu entendo que bem sei
Que hão de ser para sempre os meus sustentos.

Preferência em algum eu nunca achei
Nem pretendo avistá-la em meus momentos,
Pois jamais eu julguei, com tons cinzentos,
A qualquer afeição que aos mesmos dei.

De Felipe eu só tenho a deferência
Por me dar a total compreensão
E de ter o seu pai por referência.

Gabriel, primogênito em paixão,
Traz-me paz, companhia e paciência,
Complementos do amor de seu irmão.

PLÁCIDO AMARAL

Um comentário sobre “Poema – Poeta Plácido Amaral

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s