Poema – Poetisa Nilde Serejo “A Pacienciosa”

Bichinho Danado

Ele chega sem avisar
E nos pega de jeito
Aos poucos ou bem rápido
Quando percebemos já é tarde
O amor nos laçou
Em seus braços de desejos
Com todo corpo pedindo beijo
Tentar fugir é erro fatal
Quanto mais foges
Mais ele cresce
Te enrosca num ninho
De vontades
E não te deixa saída
A nao ser ceder
O amor é bichinho danado
Um vírus que toma conta da gente
E não há antibiótico mais eficaz
Que vivê-lo intensamente
Sem regras, sem preconceitos
Apenas viver o amor do melhor jeito.

Nilde Serejo

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s