Poema : Poetisa Antonia Nery Vanti

Minha alma, morada poética

Em minh’alma
É onde guardo minhas poesias,
Meus sonhos ,
Desilusões e fantasias.
Ela é a morada de tudo que penso.
De tudo aquilo, que meu eu poético imagina.

Quando os sentimentos transbordam,
Voam pelo universo,
Mostrando ao mundo
Tudo que ali dentro estava guardado.

Voam rápidas,
Como se asas tivessem,
Mostrando ao mundo,
Tudo o que eu sentia.
Ficam , por aí esvoaçando,
Enquanto ,em minha alma,
Vou guardando outros sonhos ,
Outras fantasias,
Porque é ali, em minha alma
Que elas fazem sua morada,
Até que desejem, novamente voar… voar…
Mas minh’alma nunca ficará vazia,
Pois ali irão morar outras poesias.
É ela, minha morada poética.

Antonia Nery Vanti (Vyrena)
Direitos autorais reservados®

Um comentário sobre “Poema : Poetisa Antonia Nery Vanti

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s